fbpx

Biblioteca

22/01/2010

Obesidade canina: Revisão de literatura

Dentre os diversos problemas relacionados à má nutrição de cães, a obesidade é um dos mais freqüentes e importantes. Pesquisas sobre a população de cães levados às universidades ou clínicas veterinárias mostram que 25 a 33% dos cães são obesos e 40% dos cães adultos apresentam sobrepeso, condição definida pelo excesso de peso entre 10 a 20% do peso ideal. Esta porcentagem pode chegar até 75% em cães idosos. Sua principal etiologia fundamenta-se no desequilíbrio entre a ingestão e o gasto energético, existindo inúmeros fatores que contribuem com esta condição. Os proprietários dificilmente a reconhecem como uma alteração clínica que possa trazer graves conseqüências a seus animais, sendo capaz de deteriorar funções corporais e prejudicar a saúde e o bem estar animal. A única forma de reduzir o peso é a redução da ingestão calórica.

08/10/2009

Adenite sebácea granulomatosa em cão

A Adenite Sebácea Granulomatosa (ASG) é uma dermatopatia de desordem inflamatória primária e idiopática da glândula sebácea. Apesar de muitas raças serem afetadas, com aparente prevalência em poodle standart, vizlas, akitas e samoiedas, as manifestações clínicas variam de acordo com a raça e o tipo de pelagem. A ASG foi diagnosticada em um cão mestiço, caracterizado por desordem cutâneo alopécica, eritemato-descamativas, simétricas e progressivas. O Histopatológico foram observados hiperqueratose e inflamação perifolicular envolvendo a glândula sebácea e evoluindo para a atrofia e total destruição. A terapia tópica e sistêmica resultou no controle com significativa melhora. Considerada como uma genodermatose, o diagnostico em um animal mestiço é mais um resultado preocupante, pois torna a patologia de difícil controle.

06/06/2009

Cinomose: Revisão de literatura

A cinomose canina é uma doença altamente contagiosa causada por um vírus da família Paramixoviridae, do gênero Morbilivírus que acomete principalmente os cães jovens. Sua transmissão ocorre por contato direto, através de aerossóis ou alimentos e objetos contaminados. Tem um período de incubação média de quatro dias e dentre alguns sintomas estão: febre, catarro conjuntival, rinite purulenta, tosse, diarréia mucosanguinolenta e pústulas abdominais, podendo assumir também a forma nervosa. Dentre as técnicas utilizadas para diagnóstico do vírus foram citadas: o isolamento viral, as técnicas sorológicas, o exame histopatológico, a técnica de reação em cadeia pela polimerase precedida de transcrição reversa, a análise do líquido cefalorraquidiano e o teste de imunofluorescência. Quanto ao tratamento não há nada especificado, devendose tratar somente os sintomas, considerando também que esta doença pode ser evitada através de imunoprofilaxia. Neste trabalho foi realizada uma revisão bibliográfica sobre a cinomose canina enfatizando também sua importância na rotina da clínica médica veterinária.

08/02/2009

Insuficiência renal crônica em felinos: Relato de caso

A insuficiência renal crônica (IRC) em felinos é uma afecção que tem diferentes etiologias, tanto congênitas quanto adquiridas. Acomete principalmente gatos idosos. Dentre as causas mais comuns desta doença estão os agentes infecciosos e inflamatórios. Em seus estágios iniciais, a IRC pode ser clinicamente silenciosa. Os sintomas mais comumente observados são poliúria, polidipsia, vômitos, anorexia, letargia e perda de peso progressivo. O diagnóstico da doença deve ser estabelecido com base no histórico clínico, no exame físico e nos resultados laboratoriais. Como em qualquer doença crônica, o tratamento da IRC é apenas paliativo e deve ser feito através de uma combinação de terapia medicamentosa e manejo de dieta.

1 2 3 4

Depoimentos

Curso muito bom, bastante didático e completo.

Sobre o curso de Medicina de Urgência e Intensiva de Pequenos Animais

O curso apresenta os conteúdos de forma clara e objetiva.

Sobre o curso de Dermatologia Veterinária

O curso foi bastante proveitoso, com dois professores muito didáticos , trataram dos temas de forma bastante prática e elucidativa. Estarei sempre acompanhando estes dois.

Sobre o curso de Dermatologia Veterinária

Newsletter