Biblioteca

Disfunção cognitiva em cães: Revisão de literatura

12/12/2018 André Luiz Assini Balbueno

A Disfunção Cognitiva Canina (DCC) é uma doença caracterizada por processos degenerativos encefálicos que podem ou não estarem associados com outras doenças, sendo que esta apresenta algumas similaridades com o mal de Alzheimer. A DCC em cães está associada a um declino na atividade física, onde os principais sintomas apresentados são desorientação, perda de adestramento e mudanças no ciclo circadiano. A principal forma de diagnosticar a DCC é por meio da exclusão de demais doenças, onde é importante ressaltar que animais com problemas médicos e/ou comportamentais, também podem apresentar a DCC simultaneamente. A DCC é diagnosticada principalmente em cães mais velhos com idade superior a nove anos. As principais mudanças morfofisiológicas encontradas são a atrofia cortical, aumento do tamanho dos ventrículos, diminuição da quantidade de neurônios e principalmente a redução de antioxidantes endógenos e o acúmulo de placas senis compostas por uma substância chamada β-amilóide, que se acumulam principalmente no hipocampo e no córtex frontal. O tratamento deve visar a melhoria dos sinais clínicos, bem como retardar o progresso da doença, onde a única droga disponível atualmente é a selegilina. Uma outra estratégia importante que deve ser usada no tratamento da DCC é o uso de uma dieta rica em antioxidantes. O tratamento deve ser iniciado o quanto antes para que os resultados sejam satisfatórios, havendo assim uma melhora na qualidade de vida do cão e de sua família.

Fazer Download

Depoimentos

Muito bom. Prof Male sempre surpreendendo!

Sobre o curso de Cinomose: existe luz no fim do túnel?

Muito bom e informativo. Professor excelente!

Sobre o curso de Emergências em Traumatologia e Toxicologia em Cães e Gatos

Newsletter